Rio de Janeiro Morre jovem baleada por PM em universidade em Valença (RJ)

Morre jovem baleada por PM em universidade em Valença (RJ)

A aluna de pós-graduação Mayara Pereira, de 31 anos, era ex-namorada do suspeito e foi feita refém no estacionamento do campus

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*, com Record TV Rio

Morreu na tarde desta sexta-feira (27) a aluna de pós-graduação baleada pelo ex-namorado, que é policial militar, no estacionamento do campus de uma universidade particular em Valença, no Sul Fluminense.

Suspeito atirou contra a cabeça da estudante

Suspeito atirou contra a cabeça da estudante

Divulgação

Segundo a PM, Mayara Pereira de Oliveira Fernandes, de 31 anos, foi feita refém pelo suspeito armado no início da tarde. O homem atirou contra a cabeça da vítima durante a negociação com os policiais.

Leia também: Companheiro é preso por agredir idosa na zona norte do Rio

A corporação também confirmou que o suspeito vai responder pelo crime nas esferas civil e militar. O caso é investigado pela 91ª DP (Valença) e pela 5º Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM).

Em entrevista à Record TV Rio, a porta-voz da PM, Gabryela Dantas, declarou que o caso se trata de um "crime bárbaro, passional, um feminicídio”.

Mayara chegou a ser levada pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o Hospital Escola de Valença em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos.

A equipe de segurança do campus informou que identificou uma discussão entre o casal no estacionamento e orientou que os alunos não saíssem das salas de aula. O local foi isolado pela polícia, e o Bope (Batalhão de Operações Especiais) foi acionado.

Leia também: Homens roubam BRT e são presos após fugirem para prédio da PM

Em nota, a Fundação Educacional Dom André Arcoverde lamentou a morte da aluna e decretou luto oficial de três dias. Todas as atividades presenciais e remotas estão suspensas.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas