MP-RJ e polícia realizam operação contra fraudes em 14 licitações

Empresas investigadas teriam agido de forma ilegal nos lances dos leilões envolvendo orgãos como o Detran, Secretaria da Fazenda e Uerj

MP-RJ e polícia realizam operação contra fraudes em 14 pregões

Uerj teria sofrido fraude em licitação

Uerj teria sofrido fraude em licitação

Wagner Maia / Agência O Dia

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) e a Polícia Civil tentam cumprir nesta terça-feira (18) 17 mandados de busca e apreensão contra nove empresas suspeitas de fraudar, pelo menos, 14 licitações do Governo do Estado entre 2012 e 2018.

Oito dias após morte, corpo de capitão Adriano permanece em IML

De acordo com os relatórios encaminhados pela CGE-RJ (Controladoria Geral do Estado) à delegacia Fazendária, as empresas suspeitas fizeram lances “de forma fraudulenta, com o possível intuito de frustrar, mediante ajuste, o caráter competitivo” da licitação.

Segundo a Polícia Civil, a Defensoria Pública do RJ, o Detran, o Funesbom (Fundo Especial do CBMERJ), o Rioprevidência, a Secretaria da Fazenda e instituições ligadas à Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) foram afetadas nestes 14 pregões.

Estima-se que o Estado tenha contratos de fornecimento de materiais de escritório e de limpeza com estas empresas no valor de R$ 20 milhões. Ainda segundo a investigação, algumas das companhias tinhas ligações entre sócios, como grau de familiaridade.

Mais de 100 mil pessoas foram vacinadas no Rio contra o sarampo

Em nota, a Polícia Civil informou que os mandados da operação, batizada de Olho no Lance, estão sendo cumpridos nas sedes das empresas e nos endereços pessoais dos investigados. Materiais, como computadores, celulares e documentos, serão apreendidos pelos agentes.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Celso Fonseca