MP-RJ vai auxiliar investigação sobre atentado contra filha de bicheiro

Medida foi anunciada após pessoas ligadas à Shanna Garcia levantarem suspeitas sobre investigação da polícia; Gaeco já colheu depoimento da vítima

Shanna faltou ao depoimento na Divisão de Homicídios

Shanna faltou ao depoimento na Divisão de Homicídios

Reprodução Facebook

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) anunciou, nesta terça-feira (15), que vai auxiliar as investigações sobre o atentado contra a filha do bicheiro Maninho, Shanna Garcia, após solicitação da 23ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal.

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado) confirmou que já oi colhido um depoimento da vítima, na tarde de segunda-feira (14), sobre a tentativa de homicídio que ela sofreu na última terça (8).

Os rumores de que o MP entraria no caso surgiram após pessoas ligadas à filha do bicheiro levantarem suspeitas sobre o trabalho da Polícia Civil. Procurada pela manhã, a instituição disse que não iria se manifestar sobre as acusações.

Hoje, Shanna faltou ao depoimento na Divisão de Homicídios da Capital, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, alegando motivos pessoais.

Após a confirmação de que o MP vai atuar no caso, a Polícia Civil declarou que a filha do bicheiro ainda é aguardada para dar esclarecimentos na especializada nesta quarta-feira (16).

A mesma delegacia já investiga a morte do irmão de Shanna, Myro Garcia, em 2017. Segundo a polícia, os crimes podem ter relação.