Rio de Janeiro MPF denuncia ex-mulher de Sérgio Cabral por sonegação de R$ 5 mi

MPF denuncia ex-mulher de Sérgio Cabral por sonegação de R$ 5 mi

Segundo o órgão, Susana Neves omitiu ou prestou informações falsas em declarações de imposto de renda em 2013, 2014 e 2015

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*, com informações da Agência Brasil

O MPF (Ministério Público Federal) denunciou nesta segunda-feira (1º) a ex-mulher do ex-governador do Rio Sérgio Cabral, Susana Neves Cabral, por crimes contra a ordem tributária. 

Susana Neves teria sonegado R$ 5 mi

Susana Neves teria sonegado R$ 5 mi

Reprodução/Record TV Rio

Segundo o órgão, Susana é suspeita de sonegar mais de R$ 5 milhões ao omitir ou prestar informações falsas a autoridades fazendárias no que se refere ao pagamento do IR (Imposto de Renda) nos anos de 2013, 2014 e 2015.

Ainda de acordo com o Ministério Público Federal, a Delegacia da Receita Federal detectou movimentações financeiras de valores acima dos declarados por Susana, que também teria usado dinheiro em espécie para pagar despesas pessoais "à margem do sistema bancário".

Em 2018, Susana Neves Cabral foi condenada a oito anos e quatro meses de prisão após ser denunciada por lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Eficiência, segunda fase da Calicute, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro. A ação tinha como objetivo apurar um esquema de propinas na gestão de Cabral.

De acordo com o MPF, as investigações apontaram que Susana Neves Cabral mantinha uma empresa de fachada para receber valores de uma empreiteira que tinha contratos com o governo estadual.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Thiago Calil.

Últimas