Rio de Janeiro Operação da PF apura falsificação de alvarás de soltura no Rio

Operação da PF apura falsificação de alvarás de soltura no Rio

Grupo é acusado de falsificar documentos para garantir a liberação de presos; PF cumpre 4 mandados de prisão

Agentes da PF fazem operação no Rio

Agentes da PF fazem operação no Rio

Tânia Rêgo/Agência Brasil

A PF (Polícia Federal) e o MPF (Ministério Público Federal) cumprem nesta quarta-feira (24) quatro mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão contra acusados de falsificar documentos para a liberação indevida de presos no Rio de Janeiro. A operação Camaleão.com está cumprindo mandados nos municípios fluminenses de Niterói, São Gonçalo, São João de Meriti e Rio de Janeiro, além de Belo Horizonte.

Segundo o Ministério Público Federal, o grupo é acusado de falsificar documentos públicos, como alvarás de soltura, certidões e decisões judiciais. Esses documentos falsificados eram apresentados ao sistema penitenciário fluminense para garantir a liberação de presos.

Os alvos da ação de hoje são investigados pelos crimes de organização criminosa, falsificação de documento público, uso de documento falso e fuga de pessoa presa. Também investiga-se se houve a corrupção de agentes públicos.

Os presos serão conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, onde prestarão depoimento.

Últimas