Rio de Janeiro Pane mecânica teria provocado a queda de helicóptero da PM no Rio

Pane mecânica teria provocado a queda de helicóptero da PM no Rio

Aeronave com quatro agentes caiu na Baía de Guanabara, próximo ao complexo da Maré. Pelo menos três tripulantes foram resgatados com vida

Pane mecânica teria provocado queda de helicóptero da PM no Rio

Aeronave acidentada submergiu após a queda

Aeronave acidentada submergiu após a queda

Reprodução/RecordTV

Uma pane mecânica teria provocado a queda do helicóptero da PM (Polícia Militar) na Baía de Guanabara, próximo à comunidade Parque União e ao complexo de favelas da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro, por volta das 9h desta segunda-feira (14).

A informação é da PM e foi repassada ao repórter Sérgio Frias, da RecordTV.

O helicóptero Fênix 8, do Grupamento Aeromóvel, sobrevoava a região reforçando o patrulhamento na Linha Vermelha.

Segundo a Secretaria de Estado de Polícia Militar, durante o monitoramento aéreo da via, houve necessidade de fazer um pouso forçado na água. Ainda de acordo com a PM, a aeronave estava com a manutenção regularizada.

Assista à reportagem da RecordTV sobre o caso:

A possibilidade de a aeronave ter sido atingida por disparos também não foi descartada, devido à presença de comunidades na região do acidente. 

O Corpo de Bombeiros confirmou que quatro agentes estavam na aeronave. Segundo a PM, três deles estão fora de perigo. Os quatro foram encaminhados ao Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio, região central da cidade.

O helicóptero da RecordTV conseguiu flagrar o momento do resgate e procedimentos de reanimação de um dos tripulantes da aeronave da PM. Assista abaixo:

Os bombeiros, com agentes dentro da água, embarcações e também no helicóptero da corporação, fazem buscas no local.

Uma faixa da Linha Vermelha, sentido Centro, na altura da Ilha do Fundão, foi interditada para a retirada dos destroços da aeronave que se acidentou e dos tripulantes.

O acidente será apurado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos e pelo Centro de Criminalística da Polícia Militar.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Raphael Hakime