Rio de Janeiro Penha: kombi chega a hospital com morto e policial civil é ferido

Penha: kombi chega a hospital com morto e policial civil é ferido

Pela manhã, eram 11 mortos e 2 feridos. Nesta tarde, perito ficou ferido com estilhaços e pelo menos mais uma pessoa morreu

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira, do R7*, com Record TV Rio

Kombi chega a hospital com corpo de homem morto na Vila Cruzeiro, zona norte do Rio

Kombi chega a hospital com corpo de homem morto na Vila Cruzeiro, zona norte do Rio

Reprodução/Record TV Rio

O confronto no Complexo da Penha, na zona norte do Rio, continua na tarde nesta terça-feira (24). Por volta das 13h30, uma kombi chegou ao Hospital Estadual Getúlio Vargas com um homem sem vida, ferido nas costas. A equipe da Record TV Rio acompanha a chegada de mais feridos na unidade.

Pela manhã, eram 11 mortos e 2 feridos - incluindo a cabeleireira Gabriele Ferreira da Cunha, de 41 anos, foi morta a tiros dentro de casa, na Chatuba. No início da tarde, um policial civil ficou ferido por estilhaços enquanto fazia perícia na parte baixa da Vila Cruzeiro. Ainda não há informações sobre o quadro de saúde do agente. 

Diversas viaturas da Delegacia de Homicídios da Capital se encaminharam para a comunidade, para apoiar os policiais que estavam no interior da região. Os moradores relatam a presença de corpos e feridos no interior Vila Cruzeiro, principalmente na área conhecida como Matinha. 

Carros roubados, motocicletas sem placas e armas de grosso calibre foram apreendidos na comunidade. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas