Rio de Janeiro PM lança gás lacrimogêneo contra torcedores chilenos em Copacabana

PM lança gás lacrimogêneo contra torcedores chilenos em Copacabana

"Embora legítima, a manifestação de torcedores não pode extrapolar as regras da ordem urbana nem interferir no direito de ir e vir", disse a polícia

Tumulto foi em Copacabana, na zona sul do Rio

Tumulto foi em Copacabana, na zona sul do Rio

Reprodução / Redes Sociais

Cerca de 2 mil torcedores da seleção chilena se reuniam em frente ao hotel da delegação do Chile em Copacabana, na zona sul do Rio neste domingo (23), quando foram dispersados por policiais do 19º BPM (Copacabana) e houve tumulto.

Policial do Bope é baleado durante operação em Niterói (RJ)

Segundo a polícia, a ação foi necessária para evitar que as vias da orla do bairro fossem interditada com as aglomerações dos torcedores e para garantir a segurança da delegação chilena que enfrenta o Uruguai no Maracanã nesta segunda (24).

Segundo o jornalista uruguaio Mateo Vázquez, a polícia lançou bombas de gás lacrimogêneo enquanto torcedores estavam cantando em frente ao edifício. Houve correria.

A Polícia Militar disse em nota que "embora legítima, a manifestação de torcedores em apoio a seus ídolos não pode extrapolar as regras básicas da ordem urbana nem tampouco interferir no direito de ir e vir dos cidadãos".

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas