Rio de Janeiro PM morto em tiroteio no Complexo do Alemão será enterrado nesta sexta

PM morto em tiroteio no Complexo do Alemão será enterrado nesta sexta

Atingido por dois tiros no peito, soldado não resistiu mesmo estando de colete à prova de balas

PM morto em tiroteio no Complexo do Alemão será enterrado nesta sexta

O soldado morreu com dois tiros no peito

O soldado morreu com dois tiros no peito

Arquivo Pessoal/Facebook

O policial militar morto na noite de quinta-feira (6) em um tiroteio na comunidade Nova Brasília, Complexo do Alemão, será enterrado nesta sexta-feira (7). Marcado para as 15h30, o sepultamento do soldado Rodrigo de Souza Paes Leme será no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, zona oeste do Rio. Paes Leme foi atingido por dois tiros no peito, que ultrapassaram o colete à prova de balas que a vítima usava no momento do crime.

Ele foi baleado no peito quando fazia patrulha na favela. Ele estava acompanhado de outros onze PMs, também lotados na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora), quando foram encurralados na localidade conhecida como Quadra do Escadão. Ele chegou a ser socorrido pelos colegas e levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Alemão, mas morreu no local.  

Paes Leme estava há três anos da Polícia Militar. Ele já havia trabalhado na UPP da Providência e estava há quatro meses na UPP Nova Brasília. Ele era casado e tinha dois filhos, segundo informou a assessoria da PM.

Policiais das UPPs do Complexo do Alemão e da Penha e equipes do Batalhão de Operações Especiais estão reforçando o policiamento no complexo de favelas. No mês passado, a policial militar Alda Rafael Castilho morreu no Parque Proletário, na Vila Cruzeiro, numa troca de tiros com traficantes. Outro PM e um casal de moradores da favela ficaram feridos.

Assista ao vídeo:

    Access log