Rio de Janeiro PM que baleou militar em boate na zona norte do Rio é preso após prestar depoimento

PM que baleou militar em boate na zona norte do Rio é preso após prestar depoimento

Homem atirou três vezes para o alto durante confusão em Piedade; William Cardoso está internado em estado grave

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo, do R7*, com Record TV Rio

Confusão ocorreu na madrugada desta sexta (17)

Confusão ocorreu na madrugada desta sexta (17)

Reprodução/Record TV Rio

Foi preso o PM que baleou o militar William Cardoso em uma boate em Piedade, na zona norte do Rio de Janeiro, na madrugada desta sexta-feira (17). Ele foi detido após ser ouvido por agentes da 21ª DP (Bonsucesso), à tarde.

O delegado Hilton Alonso afirmou que, durante seu depoimento, o homem forneceu indícios que justificaram a prisão em flagrante. O agente relatou que o PM interferiu em uma confusão no local, na qual não estava envolvido, e efetuou disparos para o alto, que acabaram atingindo William.

Segundo Alonso, ele disse aos policiais que atirou em legítima defesa, mas o delegado concluiu que essa versão não se sustentava, pois o preso disparou três vezes. O PM responderá por tentativa de homicídio.

William foi levado ao Hospital Pasteur, no Méier, também na zona norte. O irmão da vítima disse que ele passou por uma cirurgia. No início da noite de ontem, ele foi transferido para o HCE (Hospital Central do Exército).

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas