Polícia Civil prende sete suspeitos de roubar vigas de escola no Rio

Agentes da 36ª DP (Santa Cruz) realizaram a ação após denúncias de moradores da região. Segundo os agentes, um menor também foi apreendido

Caminhões e guindastes foram usados em furto

Caminhões e guindastes foram usados em furto

Divulgação

A Polícia Civil prendeu na última quinta-feira (15) sete pessoas e apreendeu um menor suspeitos de roubar peças metálicas de uma escola municipal em construção, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo a instituição, moradores da região foram os responsáveis por denunciar os furtos.

RJ: Ação da PRF e da Polícia Civil termina com 12 milicianos mortos

Entre os sete presos, dois homens se apresentaram como funcionários da Fundação Parques e Jardins em depoimento aos agentes da 36ª DP (Santa Cruz), responsáveis pela ação.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo furtou vigas e outras peças de metal da estrutura inacabada da escola. Todo o material roubado apresentaria “considerável valor”.

A quadrilha também teria usado guindastes e caminhões de uma empresa privada para carregar as peças metálicas durante o furto. Uma das hipóteses que a Polícia Civil investigará é de que o material seria levado para o galpão da companhia que forneceu os equipamentos para a logística do roubo.

Em nota, a Polícia Civil informou que os presos serão indiciados por furto qualificado e corrupção de menores.

Rio: Perseguição termina com dois presos, quatro mortos e um ferido

A Fundação Parques e Jardins informou que "repudia veementemente qualquer ato ilícito cometido por funcionários. O ato de exoneração dos envolvidos foi assinado pelo Secretário ainda nesta manhã e aguarda publicação na próxima edição do Diário Oficial do Município".

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa