Rio de Janeiro Polícia encontra 23 paraguaios que trabalhavam em regime análogo ao da escravidão em Caxias (RJ)

Polícia encontra 23 paraguaios que trabalhavam em regime análogo ao da escravidão em Caxias (RJ)

Vítimas faziam serviços em fábrica de cigarros clandestina, que foi fechada e teve materiais apreendidos pelos agentes 

  • Rio de Janeiro | Victor Tozo*, do R7, com Fernanda Macedo, da Record TV Rio

Polícia resgatou 23 paraguaios que trabalhavam sob regime análogo ao da escravidão

Polícia resgatou 23 paraguaios que trabalhavam sob regime análogo ao da escravidão

Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil localizou, nesta sexta-feira (8), 23 paraguaios trabalhando em condições análogas às da escravidão em uma fábrica clandestina de cigarros em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Materiais foram apreendidos

Materiais foram apreendidos

Divulgação/Polícia Civil

A ação foi realizada por agentes do DGCOR-LD (Departamento Geral de Combate à Corrupção, Organizações Criminosas e à Lavagem de Dinheiro) e da DDSD (Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados).

Após serem libertadas, as vítimas foram encaminhadas à delegacia. Os policiais realizaram uma perícia no local e apreenderam materiais. O maquinário da fábrica será removido.

A Polícia Federal e o Ministério Público do Trabalho foram acionados. As investigações seguem em andamento para identificar os responsáveis pelo estabelecimento.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas