Rio de Janeiro Polícia identifica suspeitos de matar agente da Core no Méier

Polícia identifica suspeitos de matar agente da Core no Méier

Quatro homens apontados como autores do crime tiveram a prisão preventiva decretada

Polícia identifica suspeitos de matar agente da Core no Méier

Policial Civil foi morto após reagir a assalto na zona norte do Rio

Policial Civil foi morto após reagir a assalto na zona norte do Rio

Reprodução/Rede Record

A DH (Delegacia de Homicídios) da capital informou que identificou os quatro suspeitos de matar o policial civil no Méier, zona norte do Rio. Eles tiveram a prisão preventiva decretada na manhã deste sábado (8). Fabiano Ribeiro Besada Rodrigues, de 33 anos, foi morto após reagir a uma tentativa de assalto na quarta-feira (5).

Ygor Souza Lucena, conhecido como Furinho, de 20 anos; Phelipe Pacheco de Melo, o Lipão, de 23 anos; Dionísio Vieira da Cruz, o Nisinho, de 28 anos; e Bruno Chaves da Silva Colaço, o Nobru, de 24 anos tiveram a prisão preventiva neste sábado. A descoberta dos autores do crime foi um trabalho integrado entre a DH, DRFC (Delegacia de Roubos e Cargas) e Core (Coordenadoria de Recursos Especiais).

De acordo com as investigações, na noite da quarta-feira, Fabiano reagiu a um assalto quando estava em seu carro na rua Dona Claudina, no Méier. O policial civil conseguiu atingir um dos assaltantes, identificado como Ruan Carlos Lourenço da Silva, conhecido como Pato Assado, de 21 anos, que não resistiu e morreu no local. O restante do grupo matou o policial e, em seguida, roubou a sua arma.

Equipes da Core realizaram diligências no Complexo do Lins e apreenderam, além de drogas, um dos veículos usados pelos criminosos durante o latrocínio - roubo seguido de morte. Os policiais também localizaram Bruno Chaves da Silva Colaço que foi preso na manhã deste sábado. Ele é apontado pela polícia como o motorista do carro no dia do crime.

A polícia também informou que os suspeitos teriam seguido o carro da vítima e aproveitaram abordá-lo no momento em que o trânsito na via foi interrompido por um caminhão de lixo. Ygor, Phelipe e Ruan, todos armados, desembarcaram do veículo e cercaram o carro de Fabiano. Os três criminosos eram escoltados por Dionísio, que pilotava uma motocicleta.