Rio de Janeiro Polícia prende em flagrante homem que vendia 'linha chilena' no RJ

Polícia prende em flagrante homem que vendia 'linha chilena' no RJ

Segundo a Polícia Civil, o criminoso anunciava o produto pelas redes sociais e vendia por encomenda. Três rolos do material foram apreendidos

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*, com Record TV Rio

Homem foi preso em flagrante com três rolos de linha chilena

Homem foi preso em flagrante com três rolos de linha chilena

Reprodução/Record TV Rio

Um homem foi preso em flagrante, na última sexta-feira (2), por vender linha chilena em uma feira livre na Baixada Fluminense.

O produto é constituído de pó de quartzo e óxido de alumínio e corta até quatro vezes mais que a linha de cerol tradicional.

Bandidos usam ônibus e caminhão para impedir ação da polícia no Rio

Segundo a Polícia Civil, Ivan Caetano de Paula, de 28 anos, anunciava e vendia o produto pelas redes sociais sob encomenda. Ele comprava as linhas sem cerol e utilizava produtos químicos para transformar o material em linha chilena.

Em entrevista à Record TV Rio, o delegado titular da 57ª DP, José de Moraes Ferreira, disse que um comprador da linha chilena entrou no caso como testemunha, pois ainda não havia concretizado a compra quando os policiais fizeram a abordagem.

Ferreira disse ainda que o criminoso não esboçou reação ao ser preso e não tinha noção da gravidade do que fazia.

Com Ivan, foram apreendidos três rolos de linha chilena que, de acordo com o delegado, eram vendidos por R$ 140. A Polícia Civil teve acesso a um áudio em que o criminoso se vangloria da qualidade do produto e diz que árvores, fios e até ossos podem ser cortados com o material.

Policial é morto a tiros em frente a filha de 2 anos na zona norte do Rio

A pena para este tipo de crime é de quatro anos de reclusão, segundo o delegado.

* Estagiária do R7, sob supervisão de Odair Braz Jr.

Últimas