Rio de Janeiro Polícia procura mulher que matou vizinho com injeção e roubou cerca de R$ 100 mil em bens

Polícia procura mulher que matou vizinho com injeção e roubou cerca de R$ 100 mil em bens

Justiça aceitou denúncia e decretou a prisão preventiva de Fernanda Gonçalves. Ela responde por latrocínio e coação

Acusada de matar vizinho está foragida

Acusada de matar vizinho está foragida

Reprodução

A Polícia Civil procura uma mulher acusada de matar o vizinho ao injetar substância tóxica e roubar cerca de R$ 100 mil em bens da vítima no Rio de Janeiro. A Justiça aceitou a denúncia e decretou a prisão preventiva de Fernanda Gonçalves, acusada de latrocínio (roubo seguido de morte) e coação no curso do processo. 

De acordo com a polícia, o analista judiciário convidou a mulher para ir até o apartamento dele, no dia 29 de dezembro do ano passado. Após acessar o imóvel, ela injetou uma substância tóxica no antebraço do aposentado, que morreu em decorrência de edema pulmonar e infarto agudo do miocárdio.

As investigações mostraram que Fernanda roubou diversos bens, avaliados em mais de R$ 100 mil, incluindo um automóvel de alto padrão. Apesar de ter tentando esconder a identidade para não ser flagrada pelas câmeras de segurança do prédio, ela foi identificada pelos agentes. 

Ao ouvir testemunhas, a polícia descobriu, ainda, que a autora do crime também coagiu pessoas para ocultar o crime. A mulher já tem passagem por crimes como estelionato, furto e apropriação indébita.

Últimas