Rio de Janeiro Policial federal é morto a tiros por PM em quiosque da Barra da Tijuca 

Policial federal é morto a tiros por PM em quiosque da Barra da Tijuca 

Segundo testemunhas, o agente estava armado, alcoolizado e ameaçava os clientes do estabelecimento

  • Rio de Janeiro | Jéssica Lins,*Do R7

Francisco foi baleado no quiosque e morreu no local

Francisco foi baleado no quiosque e morreu no local

Reprodução Record

Um policial federal foi baleado neste domingo (17) durante uma discussão em um quiosque na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

O agente Francisco Elionezimo Braga Oliveira, de 38 anos, chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Segundo a Polícia Militar, agentes do 31ªBPM (Recreio dos Bandeirantes) utilizavam o banheiro do quiosque quando teriam sido chamados por um segurança do estabelecimento. De acordo com a polícia, esse segurança teria alertado os PMs sobre a presença de um homem armado e ameaçando os clientes do local.

Segundo testemunhas, ao identificarem que Francisco estava armado e alcoolizado, os policiais tentaram conter a confusão, e o policial federal teria agredido um dos PMs com um tapa no rosto e feito ameaças com a arma.  Um dos PMs reagiu com tiros.

A Polícia Militar informou que o Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer o policial federal, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Uma mulher que estava com Francisco, identificada com Thamires Duarte, de 34 anos, foi baleada na perna e encaminhada ao Hospital Lourenço Jorge, também na Barra da Tijuca. Ela já teve alta.

A Delegacia de Homicídios da Capital assumiu a investigação do caso. A Corregedoria da Polícia Militar irá analisar a conduta do policial militar responsável pelos disparos e as imagens das câmeras corporais da equipe que esteve no quiosque.

Em nota, a Polícia Civil informou que ouviu o depoimento dos policiais envolvidos no caso. A arma do PM que efetuou o disparo e a de Francisco Oliveira foram apreendidas para perícia.

O agente Francisco foi condecorado com a “Medalha da Defesa Civil” recentemente por salvar a vida de uma criança de sete anos, que havia se engasgado com a comida em um restaurante de Brasília (DF). Ele estava a passeio na capital federal quando presenciou a cena e agiu com rapidez fazendo manobras de primeiros socorros obstruindo as vias aéreas da criança.

Últimas