Rio de Janeiro Presença de UPP nas comunidades reduziu homicídios em até 85%, diz ISP

Presença de UPP nas comunidades reduziu homicídios em até 85%, diz ISP

Números, referentes ao Estado do Rio, compreendem o período entre 2008 e 2014

Presença de UPP nas comunidades reduziu homicídios em até 85%, diz ISP

De acordo com o ISP, os números são referentes aos RO (Registros de Ocorrência) realizados nas delegacias

De acordo com o ISP, os números são referentes aos RO (Registros de Ocorrência) realizados nas delegacias

Jadson Marques / Arquivo R7

O ISP (Instituto de Segurança Pública) divulgou, nesta segunda-feira (11), um balanço com os principais números referentes à ocupação da polícia nas comunidades do estado do Rio de Janeiro. Foram analisados 36 locais que compreendem as áreas com UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora). A pesquisa abrange dados registrados desde o ano de 2008 até o final de 2014.

Segundo o instituto, houve redução de 85,3% nos homicídios decorrentes de intervenção policial, entre os anos de 2008, quando foram registradas 136 ocorrências, e 2014, com 20 ocorrências. A queda nos homicídios dolosos foi de 65,5%. Em 2008, foram 116 casos; já em 2014, foram 40 casos.

Quanto ao número de ocorrências com flagrante, subiu para 268%. Os três principais registros são referentes à apreensão de drogas, lesão corporal dolosa e ameaças.

A apreensão de entorpecentes subiu de 95 casos em 2008 para 354 ocorrências em 2014, o que equivale a um crescimento de 301%. De acordo com a pesquisa, os roubos de rua tiveram redução de 57,3%. Uma diminuição de 70,1% foi constatada no quesito armas apreendidas.  

De acordo com o ISP, os números são referentes aos RO (Registros de Ocorrência) realizados nas delegacias da Polícia Civil. O estudo foi elaborado em parceria com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, que usou, como base, ruas e pontos de referências de cada comunidade, além dos limites das UPPs publicados no Diário Oficial.