Rio de Janeiro Primeiro hospital de campanha do Rio é inaugurado no Leblon

Primeiro hospital de campanha do Rio é inaugurado no Leblon

Inicialmente, unidade vai receber 30 pacientes internados em outras unidades da rede estadual, sendo 10 deles em leitos de UTI com respiradores

Unidade vai receber pacientes a partir das 18h

Unidade vai receber pacientes a partir das 18h

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O primeiro hospital de campanha do Rio inaugura neste sábado (25) no Leblon, zona sul do Rio. Segundo o Governo do Estado, foram abertos inicialmente 30 leitos, sendo 10 de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

Hospital de Campanha do Riocentro abrirá no dia 1º, diz Crivella

A unidade será operada pela Rede D’Or e, quando estiver com sua capacidade total, terá 200 leitos, sendo metade de UTI. Os pacientes começam a chegar na unidade a partir das 18h, encaminhados de outras unidades públicas por meio da Central Estadual de Regulação.

Segundo o governo, o hospital foi montado com investimento da iniciativa privada e vai funcionar por quatro meses. Os leitos serão ocupados de forma gradativa e não vai atender pacientes em emergência.

“A abertura dos hospitais de campanha vai nos possibilitar diminuir a pressão no nosso sistema de saúde. Com o tempo e a certeza de que não estaremos colocando vidas em risco, poderemos ter a volta gradual e regionalizada das atividades que hoje estão suspensas”, disse o governador Wilson Witzel por meio de nota.

O hospital contará com tomografia digital, radiologia convencional, aparelhos de ultrassom e ecocardiograma e laboratório de patologia clínica. Além da unidade no Leblon, a secretaria vai disponibilizar 1,8 mil leitos em outros 8 hospitais de campanha e um modular, que serão abertos de forma gradativa no mês de maio na capital, Região Metropolitana e interior, de acordo com a evolução da pandemia. O próximo a ser inaugurado deverá ser o do Maracanã, que terá 400 leitos, 80 deles de UTI, nos primeiros dias de maio.

De acordo com a Secretaria de Saúde,  foram abertos, até agora, 521 novos leitos exclusivos para tratamento de pacientes suspeitos ou confirmados da covid-19 em todo o Estado. Desse total, 256 são UTIs e 265 enfermarias. Além dessas unidades destinadas, há ainda 137 leitos para o tratamento da covid em áreas isoladas de outras unidades estaduais.

Últimas