Rio de Janeiro Professor de educação física é preso após produzir conteúdo sexual com adolescente no Rio

Professor de educação física é preso após produzir conteúdo sexual com adolescente no Rio

Homem de 36 anos já foi investigado em 2019 por ameaçar divulgar gravações íntimas de ex-companheira

Durante abordagem, professor tentou se desfazer das provas

Durante abordagem, professor tentou se desfazer das provas

Reprodução Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu em flagrante um professor de educação física Ewaldo Athayde Madruga Lopes, de 36 anos, durante uma operação de combate a pornografia infantojuvenil, na manhã desta quinta-feira (20), na Tijuca, zona norte do Rio.

De acordo com investigações, agentes da DCAV (Policiais Civis da Delegacia da Criança e Adolescente) localizaram o suspeito acusado de induzir uma adolescente de 17 anos a produzir conteúdos pornográficos.

Durante a abordagem, o professor tentou se desfazer das provas apagando fotos e vídeos do celular, mas os agentes perceberam a ação e puderam impedir o cancelamento do processo de exclusão dos arquivos.

Além disso, o homem já possui histórico de violência contra mulheres. Em 2019 ele foi investigado por ameaçar divulgar vídeos íntimos que produziu com a sua ex-namorada após o término do casal.

A “Operação CTRL+L2" faz referência a um comando utilizado na informática para a localização de  arquivos, textos, formatação, etc.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas