Rio de Janeiro Projeto na Maré coloca aviso em teto de unidade: "Escola. Não atire."

Projeto na Maré coloca aviso em teto de unidade: "Escola. Não atire."

Yvonne Bezerra de Melo, responsável pelo Projeto Uerê, comentou cartaz em rede social: "Para ver se não nos matam em dias de confronto"

Placa Escola Maré

Placa ganhou repercussão depois de operação da Polícia Civil

Placa ganhou repercussão depois de operação da Polícia Civil

Reprodução/Redes Sociais

A escola Projeto Uerê, na comunidade da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, colocou no teto da unidade uma placa com o aviso “Escola. Não Atire. Projeto Uerê.”.

Leia mais: Policiais da UPP da Mangueira são atacados a tiros nesta sexta (10)

De acordo com a publicação de Yvonne Bezerra de Mello, responsável pelo projeto na favela, postada em uma rede social na segunda-feira (6), o cartaz foi exposto para evitar que a escola seja alvo de tiros em dias de confronto e operações policiais.

“Por essas e outras que coloquei no teto e na fachada do Uerê para ver se não nos matam em dias de confronto. Uma vez um helicóptero metralhou a escola. A que ponto chegamos!”, disse Yvonne.

A última segunda-feira ficou marcada por uma operação da Polícia Civil que ocorreu na Maré. Nela, oito pessoas morreram e, durante o confronto de agentes com traficantes, tiros foram disparados de dentro do helicóptero policial.

A Polícia Civil, no dia da operação, confirmou que o objetivo era prender o traficante Thomaz Jhayson Vieira Gomes, conhecido como “3N”.

Segundo a Subsecretaria de Inteligência, o suspeito planejava invadir a comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, nos próximos dias.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa