Rio de Janeiro Rapaz morre baleado em Manguinhos; família acusa policiais da UPP

Rapaz morre baleado em Manguinhos; família acusa policiais da UPP

UPP diz que jovem trocou tiros com policiais; família afirma que rapaz foi atingido pelas costas

Jonathan passou pelo serviço militar, segundo familiares

Jonathan passou pelo serviço militar, segundo familiares

Reprodução TV Record/ Arquivo pessoal

Um rapaz de 19 anos morreu baleado na noite desta quarta-feira (14), na comunidade de Manguinhos, na zona norte do Rio. Segundo familiares, Jonathan de Oliveira Lima teria sido atingido por um tiro nas costas disparado pela polícia. Não havia operação na comunidade. Ainda de acordo com familiares, Jonathan, que deixou o Exército recentemente, havia saído de casa para levar um doce para a avó.  

De acordo com a CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora), policiais foram recebidos a tiros por criminosos, durante patrulhamento de rotina, na região conhecida como Barrinho, quando foi iniciado um confronto. Os criminosos teriam fugido e deixado para trás drogas, que foram apreendidas.

A CPP afirmou ainda, por meio de nota, que, após a ocorrência, policiais do batalhão da Maré (22º BPM) avisaram a UPP de Manguinhos sobre a entrada de um homem baleado na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da comunidade. Os policiais teriam ido até a unidade de saúde e reconhecido o rapaz como um dos autores dos disparos. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, após ser baleado, o rapaz deu entrada já morto da UPA. 

Revoltados, moradores de Manguinhos realizaram um protesto na comunidade e tentaram fechar vias importantes da região com objetos incendiados. O policamento na região foi reforçado com o auxílio do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e do Choque. 

De acordo com a Polícia Civil, a DH (Divisão de Homicídios), investiga a morte do jovem. Quinze pessoas já foram ouvidas, entre elas os policiais militares que participaram da ação na comunidade. A Polícia Civil informou ainda que as armas dos agentes foram apreendidas e um exame complementar será realizado ainda hoje no local. 

Últimas