Rio de Janeiro Rio: 3ª dose passa a ser obrigatória no passaporte da vacina 

Rio: 3ª dose passa a ser obrigatória no passaporte da vacina 

Exigência é válida para pessoas com 50 anos ou mais. Comprovante é necessário para acessar locais fechados na capital

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola, do R7*

A Prefeitura do Rio ampliou a exigência do passaporte da vacina contra a Covid-19, nesta sexta-feira (14). A terceira dose para pessoas com 50 anos ou mais passou a ser obrigatória para acessar os locais onde o comprovante é requisitado.

Rio amplia exigência de comprovante

Rio amplia exigência de comprovante

Tânia Rego/Agência Brasil

O Rio de Janeiro adotou o passaporte de vacinação como medida de controle da Covid-19 no dia 15 de setembro de 2021. Em 2 de dezembro do mesmo ano, a prefeitura ampliou os locais que exigem o comprovante para tentar frear o avanço da variante Ômicron.

Os cariocas de 18 a 49 anos deverão seguir com a apresentação de seus comprovantes de vacinação com as duas doses ou dose única da vacina. 

Os locais que exigem o comprovante vacinal são: academias, clubes, estádios, cinemas, teatros, salas de concerto, salões de jogos, circos, recreação infantil, atividades de entretenimento, locais de visitação turística, museus, galerias e exposições de arte, aquário, parques de diversões, parques temáticos, parques aquáticos, apresentações e drive-in, além de conferências, convenções e feiras comerciais.

Panorama da vacinação e de casos de Covid-19 na capital

O Rio de Janeiro tem 81% da população com o esquema vacinal completo contra a Covid-19. Cerca de 2 milhões de cariocas receberam a dose de reforço do imunizante.

Em 2022, a cidade registrou 60.616 casos positivos da doença e sete mortes. A taxa de positividade dos testes para Covid-19 estava em 50% até o dia 12 de janeiro. A última atualização do painel da prefeitura mostrou que 362 pessoas estavam internadas e 33 aguardavam vaga em um leito.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas