Rio de Janeiro Rio: Facção espalha 'fake news' para acusar policiais de homicídio

Rio: Facção espalha 'fake news' para acusar policiais de homicídio

Segundo a polícia, vítima de assassinato fazia parte de organização criminosa e foi morto por outro integrante da facção

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (25) um adolescente de uma organização criminosa que teria cometido um homicídio qualificado em Barra do Piraí, na região Sul Fluminense. De acordo com a polícia, o comando da facção espalhou “fake news” na internet que ligavam policias a autoria do crime.

Prisão foi realizada por agentes da 88ª DP (Barra do Piraí)

Prisão foi realizada por agentes da 88ª DP (Barra do Piraí)

Divulgação/Polícia Civil

O menor de idade teria matado com diversos disparos um colega do Comando Vermelho. A motivação do assassinato foi a insatisfação dos outros integrantes com a reivindicação da vítima por melhores “salários”.

Após o crime, a liderança da facção utilizou as redes sociais para espalhar que a morte da vítima teria sido realizada por policiais de Barra do Piraí. Segundo a polícia, muitos moradores da cidade se revoltaram e chamaram os agentes de segurança de assassinos.

As investigações apontam que a farsa foi planejada com a intenção de colocar a população contra polícia. Além disso, foi apurado que a vítima gravou um vídeo baleada, antes de morrer, onde chama o autor do crime de amigo.

A polícia afirmou que o adolescente tem 17 anos e diversos antecedentes por tráfico de drogas e associação para o tráfico. A prisão foi realizada por agentes da 88ª DP (Barra do Piraí) e policiais militares do 10ª BPM.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Paulo Guilherme

Últimas