Rio de Janeiro Rio: instalação em homenagem a mortos pela violência é vandalizada

Rio: instalação em homenagem a mortos pela violência é vandalizada

Placas com o nome de policiais e crianças mortos a tiros no RJ começaram a ser colocadas na lagoa Rodrigo de Freitas em 2015

Placas foram retiradas da lagoa

Placas foram retiradas da lagoa

Divulgação

Uma instalação em homenagem a crianças e policiais mortos pela violência no estado do Rio de Janeiro foi vandalizada na lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul do Rio, na tarde do domingo (16). As placas estavam no local desde 2015 e foram arrancadas junto com uma faixa com a frase: “Prefeito, lembre-se da favela”.

Responsável pela instalação, a ONG Rio de Paz disse em nota que foi “surpreendida com essa triste imagem” e que ainda está apurando o ocorrido. 

“Estamos testemunhando um ato de vandalismo. Essa instalação representa a constante lembrança de que crianças pobres e policiais estão morrendo no Rio de Janeiro. Um monumento à paz, à santidade da vida humana e combate à violência — numa das cidades mais sanguinárias do mundo — foi injustificavelmente destruído. Repudiamos esse crime contra a luta por uma cultura de defesa dos direitos humanos e assumimos o compromisso de ainda nesta semana refazer todas as placas”, disse Antonio Carlos Costa, presidente da organização, por meio de nota.

Nesta segunda-feira (17), Costa foi à 14ª DP (Leblon) para prestar queixa. Segundo a assessoria do Rio de Paz, o caso foi encaminhado para a 15ª DP (Gávea), que cuida da área, e agentes foram ao local para realizar perícia. A ONG disse ainda que o caso foi registrado na delegacia no artigo 163 do Código Penal (destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia), cuja pena pode variar entre um e seis meses de detenção ou multa.

Procurada pelo R7, a Polícia Civil afirmou que imagens de câmeras de segurança foram coletadas e serão analisadas.

Últimas