Rio de Janeiro Rio: mototaxista morre após ação da PM no complexo do Chapadão 

Rio: mototaxista morre após ação da PM no complexo do Chapadão 

Segundo informações da RecordTv Rio, os familiares afirmaram que Diego da Silva Linhares levou um tiro nas costas após deixar um cliente na região

Caso foi registrado na delegacia de homicídios

Caso foi registrado na delegacia de homicídios

Divulgação/ONG Viva Rio

Um mototaxista de 28 anos morreu durante uma ação da Polícia Militar no complexo do Chapadão, na zona norte do Rio, na última sexta-feira (29).

Leia também: Amigos acusam PM de atirar e matar mototaxista no Rio

Segundo informações da RecordTV Rio, os familiares afirmaram que Diego da Silva Linhares levou um tiro nas costas após deixar um cliente na região.

O mototaxista foi levado para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, na zona oeste, mas não resistiu aos ferimentos.

A vítima foi enterrada neste domingo (31), no cemitério de Nilópolis, na Baixada Fluminense e deixa uma filha, que completou três anos no dia da morte do pai.

Em nota, a PM disse que policiais do 41°BPM (Irajá) realizaram uma ação para retirada de barricadas no complexo de comunidades do Chapadão. Durante as remoções, os agentes foram atacados a tiros por criminosos, mas não revidaram os tiros.

Ainda de acordo com a corporação, a ocorrência foi registrada na delegacia de Homicídios.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas