Rio de Janeiro Rio registra primeiro caso de raiva em cão desde 1995

Rio registra primeiro caso de raiva em cão desde 1995

Caso ocorreu em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, mas diagnóstico foi feito no Rio, onde fica laboratório de referência 

Resumindo a Notícia

  • Primeiro caso de raiva em 26 anos é registrado no Rio.
  • Cachorro foi atendido em Duque de Caxias, mas não resistiu.
  • Animal teria sido mordido por morcego no final de março.
  • Vacinação antirrábica vai ser oferecida na zona norte do Rio no dia 15.
Cachorro morre infectado por raiva em Duque de Caxias; Rio confirma diagnóstico

Cachorro morre infectado por raiva em Duque de Caxias; Rio confirma diagnóstico

Agência Brasil

Um caso de raiva em cachorro foi registrado no Rio depois de 26 anos. No último dia 6 de maio, o cão veio à óbito depois de ser atendido no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O animal foi encaminhado para o Laboratório Municipal de Saúde Pública, na capital, onde foi confirmado diagnóstico. 

Segundo o médico veterinário que atendeu o pet, o animal teve contato direto com um morcego no dia 26 de março e não sofreu qualquer tipo de agressão pela tutora ou aos profissionais de saúde envolvidos no caso. 

Desde 1995, cães e gatos não haviam sido diagnósticados com a doença na cidade do Rio. Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que o Ivisa-Rio (Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Controle de Zoonoses e Agropecuária) notificou a Secretaria de Estado de Saúde e o Sinan (Sistema de Informação de Agravo de Notificação).

Além disso, a amostra coletada foi encaminhada ao Instituto Pasteur, da Fiocruz, para determinação da variante viral. A Secretaria disse ainda que Ivisa-Rio realizará a vacinação antirrábica perifocal nos bairros vizinhos ao município de Duque de Caxias, nos dias 15 e 22 maio. No próximo sábado (15), serão imunizados os animais de Parada de Lucas, Vigário Geral e Jardim América, na zona norte do Rio.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas