Rio de Janeiro RJ: Força-Tarefa da Polícia Civil realiza operação contra milícia

RJ: Força-Tarefa da Polícia Civil realiza operação contra milícia

Operação conta com apoio de informações do Disque-Denúncia; Nove pessoas foram presas até o momento

  • Rio de Janeiro | Rafael Nascimento do R7 *, com Record TV Rio

Uma das prisões feitas pela DC-Polinter

Uma das prisões feitas pela DC-Polinter

Reprodução/ Record TV Rio

Uma Força-Tarefa da Polícia Civil, por meio das DGPE (Delegacias do Departamento Geral de Polícia Especializada) e da Draco (Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas), realiza nesta sexta-feira (9) uma operação contra a milícia, com o apoio de informações do Disque-Denúncia, em diversas localidades do Rio de Janeiro e da Região Metropolitana.

A ação tem como objetivo prender milicianos, “asfixiar” as fontes de renda e interromper comércios e serviços ilegais, que geram grande lucro e são explorados pela organização criminosa. Até o fechamento da matéria, nove pessoas haviam sido presas.

Entre os crimes investigados estão exploração de atividades ilegais controladas pela milícia; cobranças irregulares de taxas de segurança e de moradia; instalações de centrais clandestinas de TV a cabo e de internet; armazenamento e comércio irregular de botijões de gás e água; empresas de GNV (Gás Natural Veicular) ilegais; parcelamento irregular de solo urbano; exploração e construções irregulares, areais e outros crimes ambientais; comercialização de produtos falsificados; contrabando; descaminho; transporte alternativo irregular; estabelecimentos comerciais explorados pela milícia e utilizados para lavagem de dinheiro, entre outras ilegalidades.

A ação de hoje é oriunda de investigações e trabalho de inteligência das unidades do DGPE, Draco, DDSD (Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados), DRCPIM (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial), Decon (Delegacia do Consumidor), (DPMA (Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente), DRFA (Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis), DC-Polinter (Divisão de Capturas da Polícia Interestadual), Desarme (Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos), DRFC (Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas), DRF (Delegacia de Roubos e Furtos), Delfaz (Delegacia Fazendária) e DCOD (Policiais da Delegacia de Combate às Drogas).

Ações e prisões

Um homem foi capturado pela DC-Polinter, no KM 32, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, responsável por extorsões, sequestros e cobranças da milícia chefiada por Danilo Dias Lima, o “Tandera”. O preso possuía  mandado de prisão por extorsão mediante sequestro. Pela mesma delegacia, também foi preso um cobrador de taxas da milícia com dois mandados de prisão pendentes.

A DPMA cumpriu mandado de prisão de homicídio contra um executor da milícia.

A DRFC cumpriu mandado de prisão de um miliciano em São João de Meriti.

A DDSD e a Desarme desarticularam três depósitos de gás clandestinos explorados pelo miliciano Tandera e provedores ilegais de internet explorados pela milícia.

A DRCPIM estourou estabelecimentos comerciais explorados pela milícia que comercializam produtos piratas e TVs Box.

A Decon e a Delfaz interditaram estabelecimentos comerciais explorados pela milícia.

Não há informação sobre qual delegacia ficou responsável pelo restante dos presos.

A Polícia Civil informou que o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) não participou da operação desta sexta e que a ação é apenas uma Força-Tarefa da Polícia Civil.

*Estagiário do R7 sob supervisão de PH Rosa

Últimas