Rio de Janeiro RJ: Governo adia reajuste da tarifa dos trens da Supervia

RJ: Governo adia reajuste da tarifa dos trens da Supervia

Valor da passagem aumentaria de R$ 4,70 para R$ 5,90 a partir do dia 2 de fevereiro. Secretaria de Transportes busca negociação

  • Rio de Janeiro | Mariene Lino, do R7*

A Setrans (Secretaria Estadual de Transportes) do Rio adiou por vinte dias o início da cobrança da nova tarifa nos trens da Supervia. O reajuste de R$ 1,20 estava previsto para ocorrer a partir do dia 2 de fevereiro. A informação foi confirmada pelo governo estadual por telefone à Record TV Rio.

Valor da tarifa vai sofrer ajuste de R$ 1,20

Valor da tarifa vai sofrer ajuste de R$ 1,20

Reprodução/Supervia

A passagem, que atualmente é de R$ 4,70, passaria a custar R$ 5,90. No entanto, a Secretaria Estadual de Transportes informou que está em negociação com a Supervia, concessionária que administra os trens. 

Leia também: Casal é preso suspeito de sequestros-relâmpago no Rio

A empresa informou que o reajuste foi homologado pela Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) em conformidade com o índice previsto no contrato de concessão.

A concessionária afirmou que depende exclusivamente da venda das passagens para dar continuidade à prestação do serviço e não conta com qualquer subsídio do governo". 

Segundo a empresa, o prejuízo financeiro em decorrência da pandemia da covid-19 soma R$ 315 milhões devido à redução de cerca de 72,4 milhões de passageiros no serviço.

Em nota, a Secretaria Estadual de Transportes disse que o governo pretende assinar um termo aditivo ao contrato de concessão para estabelecer um valor mais adequado para o passageiro devido à crise provocada pela pandemia.

Leia também: Justiça nega pedido de divulgação de vacinados contra covid no Rio

"O objetivo dessa negociação é diminuir o impacto para o usuário, observando o equilíbrio econômico-financeiro do contrato", disse a Setrans.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas