Rio de Janeiro RJ: mãe de Priscila Belfort assume Coordenação de Desaparecidos

RJ: mãe de Priscila Belfort assume Coordenação de Desaparecidos

Após 15 anos do sumiço da filha, Jovita Belfort ocupa cargo que terá missão de elaborar políticas públicas e atendimento aos desaparecidos e suas famílias

Jovita Berlfort

Jovita agradeceu pela confiança  nas redes sociais

Jovita agradeceu pela confiança nas redes sociais

Reprodução/ Instagram

A ativista Jovita Belfort assume, nesta quarta-feira (9), a Coordenação de Desaparecidos, que é ligada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. Mãe do lutador Vitor Belfort, Jovita se envolveu na luta pela causa após o desaparecimento da filha Priscila há exatos 15 anos.

A Coordenação de Desaparecidos foi criada pela nova gestão do governo do Rio de Janeiro. O núcleo terá como objetivo planejar e executar ações de atenção às principais demandas da população desaparecida para consolidar um sistema estadual de referência na elaboração de políticas públicas e atendimento aos desaparecidos e suas famílias.

Nas redes sociais, Jovita agradeceu à equipe da subsecretaria de Direitos Humanos pela confiança no trabalho dela.

Leia mais: “É uma faca no meu coração”, diz mãe de Priscila Belfort sobre desaparecimento de filha há 10 anos

Priscila Belfort desapareceu em 9 de janeiro de 2004, após sair do trabalho, no centro do Rio, para almoçar. A mãe foi a última pessoa da família a ver Priscila. Ela contou ter deixado a filha, com então 29 anos, perto do trabalho naquele dia. 

Um suspeito de sequestro foi preso em 2013 por suposto envolvimento no caso. Mas, até hoje, as investigações não apontaram o que de fato aconteceu com a jovem.

Assista ao vídeo: