Rio de Janeiro RJ: Suspeito é preso após agredir e manter esposa e filha em cárcere

RJ: Suspeito é preso após agredir e manter esposa e filha em cárcere

Homem teria proibido que vítimas saíssem de casa desde o último dia 17, em Piabetá, Magé, na Baixada Fluminense. Violências começaram em janeiro

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Agentes da 66ª DP foram ao local libertar vítima

Agentes da 66ª DP foram ao local libertar vítima

Divulgação

A Polícia Civil prendeu na última terça-feira (27) um homem de 30 anos suspeito de agredir e manter em cárcere privado a esposa e a filha, em Piabetá, Magé, na Baixada Fluminense. Segundo os agentes, a vítima de 19 anos e a criança de dois anos estavam há dez dias vivendo sob as ameaças do preso.

Grávida é atingida por bala perdida em operação na Maré (RJ)

Os agentes da 66ª DP (Piabetá) foram até a casa da família após receber uma denúncia anônima relatando o cárcere privado. Ao chegar ao local, a jovem de 19 anos confirmou os abusos e declarou que as agressões ocorrem desde janeiro deste ano.

De acordo com a vítima, o suspeito também agrediu a filha de dois anos do casal após a criança começar a chorar quando o pai batia na mãe.

Segundo a jovem, o esposo não deixou mais ela sair de casa depois dela afirmar que gostaria de se separar dele. Os relatos da vítima apontam que o suspeito a ameaçou de morte, além de diversos estupros cometidos após brigas do casal.

O preso, agora, responderá por cárcere privado qualificado contra o cônjuge, lesão corporal, injúria, constrangimento ilegal, ameaça e estupro. Se condenado por todos estes crimes, o suspeito terá pena de até 20 anos.

Operação na Maré tem 19 presos e armas apreendidas

Em nota, a Polícia Civil informou que o preso possui passagens pelo sistema judiciário por envolvimentos em brigas e ameaças, incluindo agressões contra uma ex-companheira.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas