Sargento da Marinha é morta em ataque a tiros em São Gonçalo (RJ)

Daniela Barcelos Serpa, de 33 anos, estava dirigindo quando foi abordada por suspeitos. Segundo testemunhas, a vítima foi baleada ao tentar fugir do local

Daniela, de 33 anos, deixa marido e filho

Daniela, de 33 anos, deixa marido e filho

Reprodução/Record TV Rio

Uma sargento da Marinha foi morta na última segunda-feira (30) em um ataque a tiros contra um carro, na Vila Três, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro. Daniela Barcelos Serpa, de 33 anos, estava a 100 metros de casa quando foi abordada por suspeitos.

Polícia investiga se casal suíço foi vítima de tentativa assalto no Rio

De acordo com testemunhas, a militar foi baleada no momento em que tentou fugir do local. Daniela teria dado ré, mas o veículo ficou preso em uma entrada de garagem após derrubar um muro.

Uma segunda vítima, que estava no banco do carona e era amiga de Daniela, também foi ferida e levada ao Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. Segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde), o estado de saúde dela é estável.

A família de Daniela afirmou que a militar e a amiga tiveram os pertences levados pelos suspeitos. Ainda segundo os parentes da sargento, a vítima sofreu um outro assalto em 2017, na mesma região.

“Constantemente tem assalto naquela região e policiamento a gente não vê”, disse um amigo de Daniela, que preferiu não se identificar.

Em nota, a Polícia Civil declarou que a perícia foi feita no local e que a DHNSGI (Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí) ficará responsável pela investigação caso.

Vereador de Niterói é baleado ao reagir a assalto no RJ

Daniela será enterrada nesta terça-feira (31), em Cachoeiras de Macacu, onde nasceu. A militar estava nas Forças Armadas há oito anos e atualmente servia na Ilha do Mocanguê, em Niterói, também na região metropolitana. A sargento deixa marido e um filho de 7 anos.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira