Rio de Janeiro Tenente-coronel faz esposa e filhos reféns na zona norte do Rio

Tenente-coronel faz esposa e filhos reféns na zona norte do Rio

Militar mantém família presa em apartamento desde às 20h da última terça-feira (14); BAC, Bope e divisão antissequestro ajudam na negociação

Militar faz esposa e filhos reféns na zona norte do Rio

Militar mantém família refém há mais de 12 horas

Militar mantém família refém há mais de 12 horas

Reprodução/Record TV Rio

Um tenente-coronel do Exército faz esposa e seus dois filhos reféns desde a noite de terça-feira (14) em seu apartamento, no bairro de Cascadura, zona norte do Rio de Janeiro. O militar mantém a família sob a mira de um revólver.

Professor de projeto social é morto durante confronto no Alemão (RJ)

De acordo com porteiros e vizinhos, o casal brigava no início da noite da última terça quando a esposa do militar começou a pedir socorro. A Polícia Militar foi chamada até o condomínio, quando o tenente-coronel anunciou que estava fazendo sua família de refém.

Equipes do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) contam com apoio do BAC (Batalhão de Ações com Cães) e da DAS (Delegação Antissequestro) para ajudar nas negociações de rendição.

A polícia tentou a liberação de um dos filhos do casal em troca de um agente de segurança durante a madrugada, mas o militar não aceitou a proposta.

Uma amiga da esposa afirmou que o militar já apresentou um comportamento agressivo outras vezes. “Ele era truculento, de empurrar, fazer certas coisas. Ele ameaçava até as crianças. Já falei pra ela: ‘se não quiser fazer por você, faça pelos seus filhos’”.

O porta-voz da Polícia Militar, coronel Mauro Fliess, disse que as crianças não estão feridas, continuam acordas e que a energia elétrica do apartamento foi cortada, como procedimento em situações com reféns.

Casal é encontrado morto dentro de casa na comunidade Beira Mar

Segundo informações da Record TV Rio, os outros moradores do prédio foram proibidos de sair de seus apartamentos por motivos de segurança. A Polícia Militar busca uma posição melhor em apartamentos vizinhos para iniciar novas estratégias.

O R7 procurou o CML (Comando Militar do Leste), mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Celso Fonseca