Rio de Janeiro Traficantes são presos durante operação na Baixada Fluminense

Traficantes são presos durante operação na Baixada Fluminense

Bandidos atuam no tráfico de drogas, prática de homicídios, roubos em diversas modalidades e furtos em caixas eletrônicos

Armas apreendidas na operação

Armas apreendidas na operação

Divulgação/ Polícia Civil

Policiais civis da DRF (Delegacia de Roubos e Furtos) realizam nesta sexta-feira (25) a operação Anura que tem como objetivo prender integrantes de uma organização criminosa que atua em comunidades de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em especial no Complexo da Mangueirinha, onde a maior facção criminosa do Estado age, o Comando Vermelho. Até o fechamento desta matéria, sete pessoas haviam sido presas e armas também foram apreendidas.

A operação acontece com apoio de agentes de outras unidades do DGPE (Departamento-Geral de Polícia Especializada), da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) e do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro).

Investigações

Cartaz de procura do criminoso "Bochecha Rosa"

Cartaz de procura do criminoso "Bochecha Rosa"

Divulgação/ Polícia Civil

Durante a investigação, os agentes verificaram que a organização criminosa atua no tráfico de drogas, na prática de homicídios, roubos em diversas modalidades e, ainda, furtos a caixas eletrônicos utilizando explosivos.

De acordo com o MP-RJ, a quadrilha é liderada por Jonatha Hyrval Cassiano da Silva, vulgo "Bochecha Rosa", que possui cinco mandados de prisão em aberto, inclusive, pelos crimes de latrocínio e assassinato. O acusado orientava seus comparsas a confrontar as forças policiais, matar seus desafetos e sumir com os corpos. Era Jonatha também quem organizava as bocas de fumo e autorizava ou proibia roubos na região.

Os demais integrantes da organização criminosa, também denunciados, são Carlos Vinícius Rodrigues Santana (vulgo "Gordinho"), Tales Marcos da Silva Gomes (vulgo "Loirinho"), Gabriel Perrotte de Oliveira, Gabriel William Pereira, André Barbosa Meira, Diogo de Araújo Marcelino ('DG'), Dario Elias da Silva (vulgo "Mumuzinho"), Sávio Ferraz Lopes ( vulgo "Pânico"), Eduardo Gomes da Silva, Alcy Bockorny Cerri (vulgo "Russo" ou "Ceni"), Robson da Silva Cordeiro (vulgo "Rob" ou "Robinho"), Jonatan José Caldeira e Thiago da Silva Ribeiro (vulgo "Do Jaca").

O trabalho de inteligência revelou que o tráfico de drogas da organização gerava grandes transtornos aos moradores da região, pois além de conviverem com o comércio de entorpecentes e colocação de barricadas, ainda viviam em meio a criminosos armados. Um dos casos registrados foi de uma criança que encontrou e devolveu uma granada perdida por traficantes da localidade.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas