Rio de Janeiro TRE-RJ adia decisão sobre inelegibilidade de Marcelo Crivella

TRE-RJ adia decisão sobre inelegibilidade de Marcelo Crivella

Desembargador Vitor Marcelo pediu vista do processo, o que suspendeu a sessão nesta segunda (21)

Julgamento foi adiado para quinta (24)

Julgamento foi adiado para quinta (24)

Reprodução

O TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral) adiou para quinta-feira (24) a decisão sobre o pedido para tornar o prefeito do Rio e candidato à reeleição, Marcelo Crivella (Republicanos), inelegível por oito anos. 

No julgamento desta segunda (21), cinco desembargadores acompanharam o voto do relator favorável à condenação por abuso de poder político. No entanto, o desembargador Vitor Marcelo pediu vista do processo, o que suspendeu a sessão.

O caso analisado pelo tribunal se refere ao evento na quadra da Estácio, no centro do Rio, com a presença de candidatos ao pleito de 2018, no qual funcionários da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) se deslocaram até o local em carros da companhia.

Além de Crivella, o filho Marcelo Hodge e Alessandro Duarte também são alvos do processo. Os integrantes do TRE-RJ votaram pela cassação e aplicação de multa para ambos. 

Em nota, a prefeitura ressaltou que o "julgamento ainda não terminou", mas afirmou que "após concluído e publicada a decisão, no prazo legal, a defesa entrará com recurso". Além disso, confirmou que o "prefeito poderá participar do pleito".

Na mesma sessão, o TRE-RJ rejeitou por unanimidade o pedido de condenação a Marcelo Crivella no processo que apurou irregularidades no evento Café da Comunhão, também em 2018.

Últimas