Rio de Janeiro Turista é morto a pauladas por barraqueiros em praia de Cabo Frio (RJ); três suspeitos foram presos

Turista é morto a pauladas por barraqueiros em praia de Cabo Frio (RJ); três suspeitos foram presos

Rodrigo Pereira, de 35 anos, foi brutalmente agredido com pedaços de madeira durante uma discussão por disputa de espaço na areia

  • Rio de Janeiro | Do R7, com Record Rio

 Rodrigo Pereira tinha 35 anos

Rodrigo Pereira tinha 35 anos

Record Rio

Um turista foi morto a pauladas na praia do Forte, em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, no último sábado (10), em uma confusão com barraqueiros. Três suspeitos de envolvimento com o crime foram presos. 

Morador de Queimados, na Baixada Fluminense, Rodrigo Pereira, de 35 anos, foi brutalmente agredido com pedaços de madeira em uma discussão motivada por disputa de espaço na areia. 

Rodrigo chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Central de Emergência, mas já chegou sem vida à unidade de saúde. 

O corpo da vítima foi enterrado no Cemitério de Queimados, na tarde desta segunda-feira (12).

Ele deixou esposa e duas filhas. 

Vítima foi agredida por mais de 20 pessoas, segundo a família

De acordo com informações da RECORD, na última sexta (9), a família de Rodrigo esteve na praia e foi cobrada por um valor considerado alto pelo serviço, no qual a barraca custava R$ 100 e cada cadeira R$ 40, em um determinado espaço na areia.

No dia seguinte, o grupo retornou, mas decidiu levar os próprios pertences e alimentos. O desentendimento teria começado porque os barraqueiros não queriam que a família ficasse na área onde eles trabalham.

Durante uma brincadeira, um primo de Rodrigo derrubou um guarda-sol. Na mesma hora, comerciantes partiram para cima dele e o agrediram. A vítima teria entrado na briga para defender o parente.

"Mais de 20 homens foram para cima do Rodrigo. Um deles jogou um coco na cabeça dele. O outro já veio com uma ferramenta [de cavar] e deu por trás da cabeça. Ele fez isso na frente da filha, de 14 anos, da mãe, todo mundo", disse Juliana, prima da vítima. 

Posicionamento da Prefeitura de Cabo Frio

Procurada, a Prefeitura e Cabo Frio declarou que decidiu cassar, por tempo indeterminado, a licença da barraca supostamente envolvida no caso, até a conclusão das investigações pelos órgãos competentes.

Últimas