Rio de Janeiro Unesco anuncia Rio como primeira capital mundial da arquitetura

Unesco anuncia Rio como primeira capital mundial da arquitetura

ONU (Organização das Nações Unidas) dará este título para todas as cidades que sediarem os congressos mundiais de arquitetos a partir de 2020

Unesco anuncia Rio como primeira capital mundial da arquitetura

Parque do Flamengo é um dos marcos arquitetônicos da cidade

Parque do Flamengo é um dos marcos arquitetônicos da cidade

Divulgação/Prefeitura

A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) anunciou nesta sexta-feira (18) o Rio de Janeiro capital mundial da arquitetura. A cerimônia, celebrada na sede do órgão da ONU (Organização das Nações Unidas), em Paris, na França, oficializou a cidade como a primeira receber o título.

A partir de 2020, ano em que o Rio sediaria o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, todas as cidades que também receberem o evento ganharão o mesmo título.

A secretária municipal de Urbanismo, Verena Andreatta, representou a cidade na cerimônia e destacou a importância desta nomeação para o Rio. “Os impactos serão enormes, porque a cidade vai entrar num momento de debate sobre as condições urbanas. Não só o Rio, mas todas as capitais mundiais, que estão estruturando seu futuro para as próximas décadas”.

De acordo com a assessoria da prefeitura do Rio, a cidade teria sido escolhida pela UIA (União Internacional dos Arquitetos) por seu passado arquitetônico, histórico e cultural, além dos desafios de um grande centro urbano, com dificuldades de país pobres, emergentes ou até mesmo de nações mais ricas.

A diretora da Unesco no Brasil, Marlova Jovchlovitch Noleto, lembra que o Rio tem duas importantes localidades, reconhecidas pelo Patrimônio Mundial Cultural. “Além desse título, a cidade ainda é reconhecida por abrigar dois sítios do Patrimônio Mundial Cultural: paisagens cariocas entre a montanha e o mar e o Sítio Arqueológico Cais do Valongo”.