Rio de Janeiro Família e PM têm versões diferentes sobre mortes no Chapadão

Família e PM têm versões diferentes sobre mortes no Chapadão

Agentes alegam que foram atacados por traficantes armados em moto; parentes de jovem e padrasto negam 

A Polícia Militar e a família do jovem Samuel Vicente, de 17 anos, e de seu padrasto, William Vasconcelos, de 38, possuem versões diferentes sobre as mortes dos dois, ocorridas no Complexo do Chapadão, zona norte do Rio de Janeiro. Enquanto os agentes alegam que foram atacados por criminosos armados, parentes afirmam que a dupla levava a namorada de Samuel a uma emergência quando foram atingidos. 

Últimas