São Paulo Alckmin sanciona lei da região metropolitana de Sorocaba

Alckmin sanciona lei da região metropolitana de Sorocaba

Área tem 26 municípios com 1,7 milhão de habitantes e PIB de R$ 47 bilhões, 3,5% do estadual

Alckmin sanciona lei da região metropolitana de Sorocaba

Região metropolitana de Sorocaba tem 1,7 milhão de habitantes

Região metropolitana de Sorocaba tem 1,7 milhão de habitantes

Reprodução/Facebook

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), sancionou na quinta-feira (8), projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa criando a RMS (região metropolitana de Sorocaba). Com isso, o Estado passa a ter cinco regiões metropolitanas — as outras são as RM de São Paulo, Campinas, Baixada Santista e Vale do Paraíba/Litoral Norte. A nova região metropolitana tem 26 municípios com 1,7 milhão de habitantes e PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 47 bilhões — 3,5% do PIB estadual.

Na assinatura do ato, em Sorocaba, Alckmin disse que a transformação em região metropolitana permite soluções integradas em áreas como mobilidade urbana, saneamento e saúde. Ele vai encaminhar à Assembleia projetos criando uma agência para a nova região e o fundo de desenvolvimento metropolitano.

Alckmin destacou a contribuição do deputado petista Hamilton Pereira, de Sorocaba, autor do projeto original da RM. Prefeitos de 18 cidades acompanharam a cerimônia. O prefeito de Sorocaba, Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), disse que a RM vai eliminar barreiras artificiais que são as divisas entre os municípios.

— O homem desta região é um misto de bandeirante, tropeiro e imigrante.

Leia mais notícias de São Paulo