São Paulo Assessor da Prefeitura de Taboão da Serra (SP) é executado a tiros

Assessor da Prefeitura de Taboão da Serra (SP) é executado a tiros

Germano dos Santos, de 46 anos, estava em um posto de gasolina em Embu das Artes quando foi atingido e morreu no local 

  • São Paulo | Rafael Custódio e Beatriz Leite, da Agência Record

Germano foi morto com 5 tiros

Germano foi morto com 5 tiros

Reprodução / Record TV

Um assessor da Prefeitura de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, foi executado em um posto de gasolina na avenida Elias Yazbek, em Embu das Artes, também na região metropolitana, por volta das 21h50 de sábado (10).

Germano Francisco dos Santos Dias tinha 46 anos e era funcionário da Prefeitura de Taboão da Serra, município vizinho.

Testemunhas contaram à polícia que Germano estava parado ao lado de um carro, quando os suspeitos chegaram em uma moto. O garupa atirou pelo menos cinco vezes. A vítima foi atingida no peito, no braço e também no rosto.

Segundo informações da Record TV, ele estava acompanhado de duas jovens e parou no posto para comprar cigarros. No outro veículo, estava um amigo de Germano. No grupo, havia também um policial militar. O assessor foi o único baleado e morreu no local.

No momento do crime, uma viatura da Polícia Rodoviária era abastecida no posto. Os policiais tentaram perseguir a moto, mas a dupla conseguiu fugir. Os suspeitos não levaram nada e há suspeita de execução.

O caso foi registrado na Delegacia de Embu das Artes.

Em nota, a Prefeitura de Taboão da Serra lamentou a morte do servidor, "vítima de assassinato em um posto de combustível na divisa de Taboão da Serra com Embu das Artes". Germano trabalhava na Secretaria Municipal de Manutenção e "tinha um perfil de dedicação e de amor pela cidade".

A prefeitura também deixou condolências aos familiares, parentes e amigos do Germano, que deixou 8 filhos.

Últimas