Auditoria encontra aviso para ladrões em cemitério de SP

Técnicos encontraram o aviso afixado na porta de um depósito no cemitério da Penha, na zona leste de São Paulo

Cemitérios são frequentemente alvo de furtos e roubos

Cemitérios são frequentemente alvo de furtos e roubos

Reprodução

Uma auditoria da CGM-SP (Controladoria Geral do Munícipio de São Paulo) encontrou um recado para ladrões no cemitério da Penha, na zona leste de São Paulo.  "Não possui nada de valor, tudo já furtado", dizia o recado deixado na porta de um local usado como depósito.

Leia mais: Suspeitos são presos com 400 kg de bronze do Cemitério São Paulo

"Os funcionários relatam que foram furtados objetos de toda ordem, como botijões de gás e pás", afirma o documento divulgado neste mês com o resultado da auditoria feita em agosto de 2018 pela CGM, que destaca ainda que são recorrentes furtos e roubos, principalmente das placas e portões de bronze que adornam os jazigos.

Além disso, o documento apontou que, de seis cemitérios visitados, apenas dois foram encontradas equipes da GCM (Guarda Civil Municipal). "A equipe de auditoria constatou a presença da GCM somente nos Cemitério Parelheiros e Cemitério Vila Formosa", diz o texto do relátorio.

Ainda segundo os auditores, o Prefeitura de São Paulo possui disponibilidade de 100 cargos denominados  "Guarda Municipal de Cemitérios",  e que só existem atualmente 20 profissionais exercendo a atividade em toda a cidade.

A CGM propôs soluções para reduzir o número de roubos e furtos em cemitérios, apontando necessidade de melhorias na iluminação, instalação de vigilância eletrônica por câmeras, levantamento da altura dos muros, e até catalogação fotográfica dos túmulos.

O R7 procurou a Prefeitura de São Paulo questionando sobre os problemas identificados no relátorio da CGM, mas até a publicação desta reportagem, não obteve resposta.