São Paulo Barra Funda: assaltos persistem, e câmera flagra outro roubo violento

Barra Funda: assaltos persistem, e câmera flagra outro roubo violento

Grupo com pelo menos quatro jovens tem método: um aborda e, depois, eles se juntam para bater na vítima e levar celular e bens vítima

  • São Paulo | Do R7

Pouco mais de dois meses depois de o R7 denunciar uma onda de roubos e agressões, que gera medo na população, nos arredores da estação Barra Funda do Metrô, os assaltos violentos persistem no bairro da zona oeste.

Na quarta-feira (21), um grupo de pelo menos quatro jovens abordava as pessoas que aguardavam no ponto de ônibus ou passavam pela rua Quirino dos Santos, na altura do número 148; assista aos vídeos.

O bando escolheu uma vítima que mexia no celular quando caminhava no sentido da avenida Marquês de S. Vicente, uma das principais vias da região. O ataque é rápido: um suspeito vem de frente, aborda a vítima e, com a mão na cintura, simula ou mostra o que seria uma arma antes de anunciar o assalto.

Câmera de segurança registrou crime na Barra Funda, na zona oeste de São Paulo

Câmera de segurança registrou crime na Barra Funda, na zona oeste de São Paulo

Reprodução/Record TV

Em seguida, outros dois suspeitos, localizados em pontos distintos da rua, correm para ajudar no roubo, que é violento. Eles batem na vítima para levar o celular e a carteira. Um quarto suspeito assiste à ação a alguns metros de distância.

Surpreendida, a vítima fica atordoada após o roubo, mas decide correr em direção aos assaltantes para tentar recuperar os bens. Pouco tempo depois, o rapaz de camisa vermelha, que teve o celular furtado, aparece em disparada no sentido contrário ao dos assaltantes. Não foi possível confirmar o que aconteceu após o crime.

Pouco antes, o grupo ainda tentou abordar um homem que aguardava ônibus no ponto que fica na rua Quirino dos Santos. Os suspeitos passaram olhando, e um deles tentou apertar a mão da vítima, que recusou o cumprimento e atravessou a rua. O crime com o rapaz de blusa vermelha ocorreu em seguida.

O R7 entrou em contato com a SSP (Secretaria de Segurança Pública) de São Paulo e questionou a existência de algum plano para melhorar a segurança no bairro, inclusive se há a previsão de instalação de uma base da PM (Polícia Militar) na região. Assim que houver um pronunciamento, a resposta será incluída na reportagem.

Após assalto, vítima tenta recuperar bens, mas corre em direção contrária ao bando:

Últimas