São Paulo Batizada de "Neguinha do Espanador", boneca causa polêmica nas redes sociais

Batizada de "Neguinha do Espanador", boneca causa polêmica nas redes sociais

Peça faz parte do acervo de uma exposição em shopping na zona sul da capital paulista

Boneca "Neguinha do Espanador" causa polêmica nas redes sociais

Nome de boneca negra em exposição de shopping em SP causa revolta nas redes sociais

Nome de boneca negra em exposição de shopping em SP causa revolta nas redes sociais

Reprodução

Uma boneca da Estrela em exposição no shopping Market Place, na zona sul de SP, batizada de "Neguinha do Espanador", está causando revolta nas redes sociais. Internautas acusam de racista a obra da artista Rita Caruzzo. O "brinquedo" retrata uma mulher negra com características carnavalescas, onde as plumas da roupa são penas de espanador.

Para Renata Felinto, doutoranda em artes pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) e artista visual especialista na representação da mulher negra, a obra é um "desrespeito" e que a forma como o negro é representado na sociedade parte de uma escolha.

— Historicamente o lugar destinado à mulher negra foi o de objeto para uso sexual e doméstico. Mais de 70% das funcionárias domésticas são negras no nosso País e essa condição se dá não por uma escolha, mas pela necessidade básica. Mas hoje há muitas mestrandas e doutorandas amparadas por programas sociais de educação. Essa artista é, no mínimo, desinformada quando retrata a mulher negra no lugar de submissão, exploração e humilhação, porque é dessa forma que o trabalho doméstico é visto no Brasil. Isso traz à tona claramente a herança escravagista. É desrespeitar esse segmento da população e minar a luta contra o racismo.

A peça faz parte da mostra Mail Art Cupcake Estrela, criada entre uma parceria da marca de brinquedos e o MubE (Museu Brasileiro de Esculturas) em 2013, quando foram fabricadas diversas bonecas em branco e enviadas para cerca de 80 artistas no mundo todo para quem fossem customizadas. De acordo com o museu, a exposição atual é independente, porém no site da instituição há uma foto da boneca exposta na época.

Nota Estrela

"A Brinquedos Estrela esclarece que a exposição 'Mail Art Cupcake Surpresa' faz parte de uma ação do MubE (Museu Brasileiro de Esculturas) e tem como curador responsável o designer Nelson Schiesari.  A participação da fabricante consistiu em atender à solicitação do museu e ceder 500 versões iguais em branco da boneca Cupcake Surpresa para serem customizadas por vários artistas ou aspirantes ao redor do mundo com total liberdade criativa.  A Brinquedos Estrela comunica que não tem intenção de fabricar nenhuma das versões da mostra e reafirma seu compromisso com o respeito à diversidade cultural, social e étnica." 

Nota Market Place

"O Market Place Shopping Center reafirma que respeita todas as diversidades, sejam elas de raça, faixa etária, religião, orientação sexual, condição física ou quaisquer outras, e reitera seu compromisso em oferecer à sociedade um espaço de convivência, visando a melhor experiência de lazer e integração entre os cidadãos."

Caso internacional

Uma loja online de venda de brinquedos inglesa foi acusada de racismo na Inglaterra após uma mãe notar que a boneca branca era vendida mais cara que a negra e a asiática. A boneca branca custava cerca de R$ 140 e as de outras etnias R$ 99.

A loja afirmou que foi um erro no preço e que, agora, todas as bonecas têm o mesmo valor.