São Paulo Bolivianos são agredidos a marteladas em Itaquaquecetuba

Bolivianos são agredidos a marteladas em Itaquaquecetuba

Juan Monasterio Leon, de 39 anos, foi morto enquanto voltava de festa. O autor do crime, ainda não identificado, está foragido

  • São Paulo | Luan Leão e Lumi Zunica, da Agência Record e da Record TV

Juan morreu após ataque com arma branca em Itaquaquecetuba

Juan morreu após ataque com arma branca em Itaquaquecetuba

Reprodução Record TV / 18.8.2022

Três pessoas de origem boliviana foram atacadas a marteladas na região metropolitana de São Paulo. De acordo com informações do boletim de ocorrência, o autor do crime ainda não foi identificado e está foragido. O trio voltava de uma festa quando foi atacado. 

O ataque ocorreu na avenida Rochedo de Minas, no Jardim Viviane, em Itaquaquecetuba, no domingo (14), por volta da 1h.

As três vítimas são bolivianas e foram identificadas como Juan Monasterio Leon, de 39 anos, Julia Virginia Silvestre Clares, de 36 anos, e Edmar Huanga Quispe. Julia era mulher de Juan e Edmar é irmão de Juan. Os dois sobreviventes vão conceder depoimentos à polícia.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, Juan morreu ainda no local, e os outros dois foram hospitalizados. 

Um familiar das três vítimas disse à polícia que a filha de Julia foi até a casa dele para avisar sobre a morte de Juan. O familiar também relatou que o trio não tinha dívidas tampouco desavenças com ninguém. Ainda segundo ele, no local não há câmeras de segurança.

Durante a perícia, os policiais localizaram apenas um celular no bolso de Juan. O aparelho foi encaminhado para perícia. O caso está sendo investigado no Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes.

Últimas