São Paulo Brasil gasta R$ 408 por ano com segurança pública de cada cidadão

Brasil gasta R$ 408 por ano com segurança pública de cada cidadão

O financiamento de políticas de segurança no país custou R$ 84,7 bilhões em 2017. Isso representa 1,3% do PIB nacional

Foram investidos no Brasil R$ 84,7 bilhões em ações de prevenção e combate à violência

Foram investidos no Brasil R$ 84,7 bilhões em ações de prevenção e combate à violência

Alex de Jesus/O Tempo/Estadão Conteúdo - 30.07.2018

O gasto do país em segurança pública cresceu 0,8% no ano passado, de acordo com os números divulgados do Fórum de Brasileiro de Segurança Pública divulgado nesta quinta-feira (9). Foram investidos no Brasil R$ 84,7 bilhões em ações de prevenção e combate à violência. Esse gasto representa 1,3% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional, ou o investimento de R$ 408,13 por cidadão.

Segundo o mesmo estudo, o número de mortes violentas no país cresceu e chegou a 63.880 em 2017. Isso representa um avanço de 2,9% na comparação com 2016, quando 62.517 pessoas foram mortas em território nacional.

Os Estados investiram cerca de R$ 69,8 bilhões no setor de segurança, uma variação de apenas 0,2% em relação a 2016. Já o Governo Federal repassou R$ 9,7 bilhões. Um aumento de 6,9%. No entanto, os municípios brasileiros apresentaram um decréscimo de 2% e aplicaram R$ 5,1 bilhões.

Crimes nas capitais

Em 2017, ocorreram 16.799 mortes violentas intencionais nas capitais brasileiras. O que representa uma taxa média de homicídio de 34 mortos a cada 100 mil habitantes.

As maiores taxas se concentraram na parte Norte do país. Rio Branco, no Acre, apresentou o maior índice de violência: 83,7 mortos. Seguida por Fortaleza (CE) com 77,3 e Belém (PA), 67,5.

Controle de armas

O estudo mostra que das 119.484 armas de fogo apreendidas em 2017 — 94,9% delas não foram cadastradas no SINARM (sistema de cadastramento de armas da Polícia Federal).

Desse total, 13.782 armas legais foram perdidas, extraviadas ou roubadas. O equivalente a 11,5% das armas apreendidas.

Presídios

A média do sistema carcerário no país é negativa: são duas pessoas presas para cada vaga. O país conta atualmente com 367.217 vagas para presos.

Só em 2016 o Brasil tinha 729.463 pessoas encarceradas, 689.947 condenados no Sistema Penitenciário e 39.516 detidos sob Custódia das Polícias (cadeias em delegacias).

    Access log