São Paulo Capitão da PM é denunciado após afirmar que ameaçou agredir mulher grávida

Capitão da PM é denunciado após afirmar que ameaçou agredir mulher grávida

Segundo relatou em podcast, André Silva Rosa disse à gestante que a atingiria com chutes na barriga e pularia e pisaria nela

  • São Paulo | Nayara Paiva*, da Agência Record

Capitão Silva Rosa é candidato a deputado federal por São Paulo

Capitão Silva Rosa é candidato a deputado federal por São Paulo

Reprodução/Facebook/Capitão Silva Rosa

Um capitão da Polícia Militar foi denunciado após afirmar durante entrevista que teria ameaçado uma mulher grávida enquanto cobrava dívida.

No dia 21 de junho, em gravação para o podcast Snider Cast, de Danilo Snider, o capitão André Silva Rosa disse ter usado da vantagem de ser policial para cobrar uma mulher que lhe devia cerca de R$ 5.000.

O agente contou que conseguiu localizar a residência da vítima no bairro Jardim Mirna, no extremo sul da capital paulista. No local, o policial bateu na porta e forçou a entrada na casa.

Posteriormente, ele a ameaçou afirmando ser da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) e dizendo que daria chutes na barriga da gestante e que também pisaria e pularia em cima dela.

Ela teria chorado e, temendo pela integridade física, após diversas ameaças, uma pessoa teria levado o dinheiro ao policial, que foi embora na sequência.

Nesta semana, o soldado Zacharias, também da PM, registrou uma denúncia na Corregedoria da PM e aguarda a formalização.

O capitão André pediu afastamento das atividades como policial, enquanto concorre ao cargo de deputado federal por São Paulo nas próximas eleições.

A reportagem procurou pelo vídeo da entrevista, mas ele foi removido pelo criador do conteúdo.  

A Polícia Militar informou que o caso está sendo apurado. 

*Estagiária, sob supervisão de Alexandre Esper

Últimas