Carnaval no Largo da Batata tem confusão e menores embriagados

PM afirma que agiu após garrafas serem jogadas contra viaturas que faziam patrulhamento após fim dos Blocos Casa Comigo e Toca Um Samba Aí

Carnaval 2019

Largo da Batata acumulou lixo após o fim dos blocos

Largo da Batata acumulou lixo após o fim dos blocos

Tiago Queiroz/Estadão Conteúdo – 23.2.2019

Os foliões que optaram por terminar o sábado pré-Carnaval (23) na região do Largo da Batata, em Pinheiros, região central de São Paulo, foram dispersados com bombas de gás após entrarem em confronto com a Polícia Militar.

Segundo a Polícia Militar, o confronto teve origem após foliões jogarem garrafas de bebidas contra viaturas que faziam patrulhamento na região.

A polícia utilizou bombas de gás lacrimogênio para dispersar o grupo. Não houve feridos ou detidos no local.

Outros problemas também enfrentados pelas pessoas que circularam pela região. Relatos apontam para a ocorrência de brigas, furtos e arrastões.

Além disso, inúmeros menores de idade deixaram o pré-Carnaval embriagados. Alguns deles, inclusive, desmaiaram no local sob o efeito de bebidas alcoolicas. 

Ônibus lilás vai acolher mulheres vítimas de assédio no Carnaval de SP

O Largo da Batata serviu como ponto de dispersão de dois blocos que se apresentaram pela Faria Lima. O primeiro deles foi o Bloco Casa Comigo, que começou a desfilar às 12h.

Em seguida, foi a vez do Bloco Toca um Samba Aí, do grupo de pagode Inimigos da HP, se apresentar e encerrar o desfile na região.

Após os populares seren dispersados pela PM, quem circulou pelo Largo da Batata encontrou a área tomada pelo lixo deixado pelos foliões.

Fernanda Paes Leme puxa a folia no bloco 'Casa Comigo'