São Paulo Casal é preso suspeito de matar menina de 1 ano na Grande SP

Casal é preso suspeito de matar menina de 1 ano na Grande SP

Polícia desconfiou da atitude do casal durante a ocorrência. Padrasto e mãe entraram em contradição e estavam muito calmos após o falecimento

  • São Paulo | Laura Lourenço, da Agência Record

Avenida Marginal, em Guarulhos, onde corpo da criança foi encontrado

Avenida Marginal, em Guarulhos, onde corpo da criança foi encontrado

Divulgação/ Google Maps

Um casal foi preso sob suspeita de matar uma bebê de 1 ano e 7 meses na Avenida Marginal, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, por volta das 10h15 desta quinta-feira (26).

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada pelo suspeito, padrasto da vítima. Ele contou que a menina não estava respirando. No local, ela foi encontrada morta. A Polícia Militar também foi acionada, para atender um chamado de mal súbito, mas quando chegou ao local, os bombeiros já tinham constatado a morte.

Os policiais notaram contradições nos depoimentos e desconfiaram da aparente calma do padrasto e da mãe da criança. Também causou suspeita a ter sangue nas narinas e na boca. O homem, de 29 anos, e uma mulher, de 30, foram presos em flagrante e levados ao 9º DP de Guarulhos. Eles foram indiciados por homicídio qualificado.

Na residência, os agentes apreenderam lençóis e panos com marcas de sangue. Em depoimento, a dupla confessou que realizava maus-tratos contra a criança, amarrando seus pés, cintura, pescoço e boca. Os vizinhos do casal relataram à Record TV que o homem batia com frequência na criança e escutavam o choro dela todos os dias.

Foi solicitada perícia para o local dos fatos e exame necroscópico para a vítima. 

O corpo da criança foi sepultado no Cemitério Vila Rio, localizado na Avenida Benjamin Harris Hunicutt, número 1327, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

A cerimônia ocorreu às 11h desta sexta-feira (27). Não houve velório.

Últimas