Caso Priscila: polícia apreendeu cinco armas na casa de delegado

Secretaria de Segurança Pública de São Paulo reforçou a informação hoje, uma vez que foram citadas seis armas no boletim de ocorrência

Priscila morreu no último dia 20

Priscila morreu no último dia 20

Reprodução/Record TV

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo reforçou, em nota neste sábado (30), que cinco armas foram apreendidas dentro do apartamento do delegado Paulo Bilynskyj, onde a modelo Priscila Bairros morreu e o delegado foi alvejado com seis disparos no último dia 20.

Anteriormente, acreditava-se que seis armas tinham sido apreendidas. Isso porque o boletim de ocorrência cita a presença de um fuzil sem identificação que, segundo a pasta, trata-se de um acessório de fuzil. Portanto, foram cinco as armas recolhidas pela perícia.

Caso Priscila: veja quais pontos-chave a polícia precisa esclarecer

Leia a nota na íntegra:

"Os policiais apreenderam, na casa do delegado, cinco armas e apetrechos e acessórios para utilização delas, que estão relacionados no registro da ocorrência. O caso é investigado como tentativa de homicídio e suicídio pelo 1º DP de São Bernardo do Campo e corre em sigilo judicial decretado na última quinta-feira (28). A autoridade policial solicitou exames periciais, que estão em elaboração, e assim que concluídos, serão analisados e anexados ao inquérito. A Corregedoria Auxiliar do Demacro acompanha as apurações".

Entenda o caso 

Priscila morreu baleada, após discutir e atirar em seu namorado, Paulo Francisco Muniz Bilynskyj, em um prédio em São Bernardo do Campo, na grande São Paulo, por volta das 08h30 desta quarta-feira (20).

O delegado afirmou em um vídeo, gravado pouco antes de ele entrar em cirurgia, que Priscila foi para sua para casa e quando ele saiu do banho, ela atirou nele seis vezes e depois se suicidou. 

No entanto, a tese de suicídio não bate com o exame necroscópico do corpo. Policiais dizem que a trajetória da bala que atingiu o coração da jovem reforça indícios de que o tiro não teria sido disparado por ela.

Paulo está internado na UTI do Hospital Mário Covas, em Santo André, com febre e pneumonia. A equipe médica está tratando a febre para realizar outra cirurgia para retirada de dois projéteis.