São Paulo Catador morre após ser encontrado com sinais de agressão em SP

Catador morre após ser encontrado com sinais de agressão em SP

Vítima foi socorrida em Cravinhos, no interior, e permaneceu internado durante três dias no HC de Ribeirão Preto, mas não resistiu aos ferimentos 

Vítima sempre saía sem levar o celular ou documentos

Vítima sempre saía sem levar o celular ou documentos

Reprodução/Record TV

Manoel Fausto dos Santos, de 56 anos, foi encontrado no meio da rua com sinais de espancamento, em Cravinhos, no interior de São Paulo. O catador de recicláveis foi socorrido e permaneceu internado durante três dias no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a família, Manoel estava desempregado, mas fazia venda de picolés e catava materiais recicláveis pelas ruas. Na manhã de 27 de junho, ele teria saído para recolher sucatas e desapareceu. Ainda de acordo com os familiares, o homem sempre saía sem levar o celular ou documentos.

A família ainda chegou a registrar um boletim de ocorrência por desaparecimento.

Manoel teria sido encontrado em uma avenida da cidade com ferimentos graves. No laudo médico foi constatado traumatismo craniano como causa da morte.

A polícia abriu uma investigação e agora procura por suspeitos.

Últimas