São Paulo Chuvas na Baixada Santista deixam nove mortos e seis desaparecidos 

Chuvas na Baixada Santista deixam nove mortos e seis desaparecidos 

De acordo com a Defesa Civil Estadual, houve deslizamentos de terra em diferentes cidades do litoral de SP e um comitê de crise será instalado

  • São Paulo | Do R7

Houve deslizamentos de terra nos morros de Santos e há muita lama nas ruas

Houve deslizamentos de terra nos morros de Santos e há muita lama nas ruas

Reprodução Record TV

As fortes chuvas que caíram sobre a região da Baixada Santista na madrugada desta terça-feira (3) provocaram ao menos nove mortes nas cidades de Guarujá, Santos e São Vicente, de acordo com a Defesa Civil do Estado de São Paulo. Ao menos seis pessoas continuam desaparecidas.

Segundo o governo, o coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Walter Nyakas Junior, está na região e vai se reunir com prefeitos para avaliar a situação e definir quais são as primeiras necessidades.

Leia mais: Unidades do Cate têm mais de 3.500 vagas de emprego em São Paulo

Pelas redes sociais, o governador de São Paulo, João Doria, lamentou as mortes: "Minha solidariedade aos moradores da Baixada Santista que sofrem com as fortes chuvas. Lamentavelmente, até o momento, há 9 mortos confirmados. Temos 1 herói do Corpo de Bombeiros entre as vítimas. A Defesa Civil, Bombeiros e PM estão dando suporte às prefeituras".

De acordo com dados do Núcleo de Gerenciamento de Emergência da Defesa Civil do Estado, o acumulado nas últimas 12 horas de chuvas no Guarujá foi de 282 milímetros, em Santos de 218 mm, em Praia Grande 170 mm, São Vicente 169 mm e Mongaguá 160 mm, Cubatão 132 mm e Itanhaém e Bertioga o acumulado foi de 110 mm.

Veja também: Falha em estação prejudica circulação na linha 1 e 3 vermelha no Metrô de SP

A previsão para esta terça-feira é de chuva moderada a forte em todo o litoral de São Paulo devido à formação de uma área de baixa pressão e à circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera.

Defesa Civil do Estado monta gabinete de crise após fortes chuvas na Baixada

Defesa Civil do Estado monta gabinete de crise após fortes chuvas na Baixada

Reprodução Record TV

Vítimas do temporal

Um bombeiro morreu na cidade de Guarujá em decorrência das fortes chuvas que atingiram a Baixada Santista nesta segunda-feira (2). A Defesa Civil informou que a morte aconteceu no Morro do Macaco Molhado quando o bombeiro trabalhava no resgate de moradores que ficaram soterrados após deslizamento de terra. Outro bombeiro está desaparecido.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas pessoas morreram na cidade de São Vicente, também num deslizamento de terra. Segundo a Defesa Civil de Guarujá, a prefeitura vai instalar um gabinete de crise.

Últimas